31 de janeiro de 2012

Asteroide Eros passará próximo da Terra

"Será possível ver o asteroide, usando um telescópio comum".
Nesta terça-feira, o asteroide 433 Eros, se aproximou do nosso planeta novamente, por volta das 11h. 
O asteroide é composto por silicatos de magnésio e ferro, e mede aproximadamente 34 quilômetros de largura.
Viajando entre as constelações de Leão, Sextante e Hidra, Eros estará aproximadamente 26,7 milhões de quilômetros de distância da Terra. A distância é grande, porém, em termos astronômicos, é perto; mas não representa perigo para a Terra.

Eros foi descoberto em 13 de agosto de 1898 pelo astrônomo Carl Gustav Witt, em Berlim, e Auguste Charlois, em Nice. Acredita-se ser maior do que o que caiu na península de Yucatán formando a cratera de Chicxulub à qual é atribuída a causa da extinção dos dinossauros.
Eros é um dos mais comuns no chamado cinturão de asteroides, e só voltará a passar perto da Terra somente no ano de 2056.
Em 15 de fevereiro de 2000 a sonda espacial NEAR Shoemaker entrou na órbita do asteroide, e em 12 de fevereiro de 2001 ela aterrissou em sua superfície. Os objetivos científicos primários da NEAR eram: recolher dados das propriedades, composição, mineralogia, morfologia, distribuição interna da massa, e campo magnético.
No período de 28 de janeiro a 4 de fevereiro a organização Astrônomos Sem Fronteiras promove o Projeto Paralaxe de Eros com instruções sobre como o astrônomo amador pode participar.


LeiaTambém: